Em formação

Remédio herbal, como funciona

Remédio herbal, como funciona



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Fitoterapia, como funciona, o que é e quais são as diferenças com a homeopatia. Tratamentos, pareceres e pesquisas científicas.

Fitoterapia, o que é e diferenças com a homeopatia

No artigoO que é fitoterapiajá apresentamos esta prática explicando todas as suas características em detalhes.

Quais são as diferenças entre a fitoterapia e a homeopatia? Digamos que sejam práticas de cura que exploram os ingredientes ativos de plantas, flores, raízes e outras partes das plantas. Em detalhes, no entanto, o fitoterapia é diferente dehomeopatiaporque nesta última prática também são utilizadas substâncias bioativas de origem sintética, as famosas "preparações homeopáticas".

A fitoterapia realmente funciona?

Sim, a fitoterapia funciona, mas ainda é um setor pouco conhecido. Apenas algumas plantas conhecem todos os constituintes ativos. É claro que não é possível prever os efeitos curativos de um extrato vegetal do qual nem todos os compostos constituintes são conhecidos.

fitoterapia tem a mesma base científica da medicina tradicional e pode, portanto, apresentar os mesmos efeitos curativos. Na mesma medida, as preparações à base de plantas podem ter efeitos colaterais. O fato de o ingrediente ativo ser de origem vegetal e, portanto, natural não significa que não faça mal.

fitoterapiaé baseado em tratamentos que exploram princípios ativos extraídos de diferentes plantas, plantas sobre as quais são realizados estudos clínicos e pesquisas científicas. Infelizmente, a fitoterapia ainda é uma prática muito imatura, mesmo que suas origens sejam muito distantes (a fitoterapia era praticada desde 3.000 aC), só hoje o homem dispõe de meios para estudar a grande variedade de compostos químicos produzidos pelo metabolismo secundário das plantas.

Para ter certeza de quefitoterapiapode funcionar para os fins desejados, você deve usar apenas plantas e ingredientes ativos bem conhecidos.

Fitoterapia para emagrecer, funciona?

Em qualquer setor, deve-se prestar atenção aofaçanhas promocionais. Infelizmente, a publicidade não é apenas o que vemos entre um segmento de um filme e outro. Muitos extratos de plantas foram amplamente patrocinados por estrelas de cinema, bem como programas de TV temáticosbem estar.

Nesses contextos, as plantas e ervas foram aprimoradas por suas propriedades benéficas e emagrecedoras. A perda de peso é umunha fixade muitas pessoas e empresas sabem disso ... É precisamente neste contexto que ervas e fitoterapia podem encontrar exploração promocional imprópria.

De acordo com pesquisas realizadas pelo Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, 12% dos extratos vegetais comercializados nos EUA não possuem estudos científicos comprovados. Deve-se pensar que a situação em solo europeu não deve ser muito diferente da do Novo Continente.

A equação "natural = benéfico" é excessivamente explorada por muitos produtores, por isso surgem casos polêmicos como os de Garcinia Cambogia ou Café Verde. Para todas as informações sobre os efeitos de emagrecimento dos ingredientes ativos contidos nesses produtos, consulte as páginas detalhadas:

  • Café verde ou café verde para perda de peso
  • Garcinia Cambogia para perda de peso

Para se proteger de patrocínios extenuantes, você deve perguntar não apenas sobre estudos científicos, mas também sobre quem financiou certos estudos.

Muitas vezes, os estudos que afirmam a validade de um produto foram financiados pelos próprios produtores, enquanto as pesquisas que o condenam poderiam ser financiadas pela concorrência ... Para nos entender, a maioria dos estudos que atestam a nocividade dos pellets, têm foi financiado pela indústria do metano :) O discurso também é semelhante emfitoterapiamas… saiba que funciona assim mesmo com drogas tradicionais.

De muitos medicamentos vendidos, o mecanismo de ação ainda não é bem compreendido e, às vezes, comparando o efeito do medicamento com um placebo, não há diferenças marcantes. A essas controvérsias devemos acrescentar que cada organismo pode ter suas peculiaridades e a resposta a certos princípios ativos pode até ser subjetiva!

Fitoterapia e autoprescrição

No sistema de saúde italiano, a fitoterapia não exclui a autoprescrição, tanto que os produtos fitoterápicos não precisam de receita médica e podem ser dispensados ​​(e às vezes até formulados) pelo mesmo farmacêutico. Apesar da possibilidade de "burlar" a prescrição médica, antes de qualquer ingestão, recomendamos vivamente que consulte o seu médico.

Os preparados fitoterápicos devem ser tratados como remédios, por isso deve-se respeitar as prescrições médicas e a dosagem indicada pelos especialistas da área, assim como faria com a medicina convencional.


Se gostou deste artigo pode seguir-me no Twitter, adicionar-me no Facebook, entre os círculos de G + ou veja minhas fotos no Instagram, le vie dei social eles são infinitos! :)


Vídeo: COMO EMAGRECER 17KG EM 2 MESES #BRUTODODIA23 (Agosto 2022).